A Pessoa de Deus

 

Como explicar a unidade e a diversidade que se acham na Trindade? Como explicar que na Trindade mesmo anterioriormente a criação do homem, que nós conhecemos como pessoa, a personalidade já existia na Divindade. Certamente a Trindade acarreta um mistério, mas como observou Mortimer Adler, um dentre os grandes filósofos e magistrados de nosso tempo, seria de esperar que todo conhecimento de Deus trouxesse duas coisas: clareza rudimentar e um mistério legítimo. Obviamente, pode-se levantar uma questão legítima sobre se existe uma triplicidade e uma unicidade sem ferir o sentido dessas palavras. Devemos ter em mente que, quando fazemos referência a Deus como personalidade, devemos lembrar que a personalidade ou a pessoa de Deus está em um nível muito superior ao que facilmente poderiamos explicar. Deus está numa dimensão na qual, decerto, temos dificuldade e não pequena de entender como ele pode transcender a finidade e, ainda assim, continuar sendo pessoal?! Abordar este misterio da personalidade divina é uma tarefa dificil, e quando nos atrevemos a fazê- lo estamos entrando num universo deverás culto, dificil, mas também gratificante e de nível superior Muitos hoje em dia dizem: “Creio num Deus, mas não num Deus pessoal”. Eles acham que o “algo” misterioso que eles chamam de Deus criador de todas as coisas deve ser mais do que uma pessoa, ou até não ser pessoa! Bom, que fique claro e definido que a pessoalidade de Deus está em nivel superior pois ELE possui uma mente superconciente e que ELE ainda não é e não será compreeedido perfeitamente por nós. Deus, ainda que seja pessoa está além da personalidade. É calro que eu sei que muitos crentes e os nao-crentes na maioria, realmente pensam em Deus como algo impessoal; isto é, como algo que é menos do que pessoal. É imprtante ter em mente que nós só somos pessoa porque Deus é pessoa antes de nós sermos, pois ele nos criou à sua imagem e semelhança, lembra?! E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. (Gênesis 1 : 26) Se estivermos procurando algo pessoal ou superpessoal, algo que seja mais do que uma pessoa, então não será uma questão de escolher, Deus é a única opção disponível, ele é “pessoa” e nós só somos porque ELE é primeiro. Deixa eu complicar, Você sabe que pode mover-se de três maneiras no espaço, para a esquerda ou direita, para trás ou para diante, para cima ou para bai¬xo. Toda direção é uma dessas três ou uma conciliação entre elas. Este conceito é chamado de as três dimensões. Se você usar só uma dimen¬são, poderá traçar somente uma linha reta. Se usar duas, poderá tra¬çar uma figura: digamos, um quadrado. E o quadrado é feito de qua¬tro linhas retas. Agora, um passo além. Se você tiver as três dimensões, poderá construir o que denominamos um corpo sólido: digamos, um cubo, algo como um dado. E o cubo é feito de seis quadrados. Você entende a ideia? Um mundo de uma só dimensão seria um mundo de linhas retas. Muitas pessoas estão neste mundo entendendo que Deus seja impessoal e limitado. Num mundo bidimensional você ainda tem linhas retas, mas muitas linhas compõem uma figura. Este é o mundo das pessoas que pensam em Deus como vivo mas não como pessoa. Num mundo tridimensional, você continua tendo figuras, mas muitas figuras for-mam um corpo sólido. As pessoas que estão no mundo tridimencional são pessoas que conhecem Deus e sabem que ele é uma pessoa. Noutras palavras, conforme você avança a níveis mais reais e mais complexos, você não deixa para trás as coisas que encontrou nos níveis mais simples; você ainda as tem, mas em novas combinações, combinações que você não poderia imaginar, se conhecesse apenas os níveis mais simples. Quero tentar trazer as pessoas do primeiro e segundo níveis para um nível superior, o nivel onde elas poderão ver Deus como uma pessoa; que ama, que sente, que fala, que se ira etc, tudo isso são qualidades de uma pessoa. Deus é uma pessoa porque tem estas qualidades, ou melhor nós também as temos porque ELE tem primeiro nós somos cópia da pesssoa DELE e não ao contário. Isto nos ajuda a ter uma compreensão significativa, mas fraca, de como o conceito de personalidade se aplica a Deus. Deus transcendente à nossa condição finita, por isso temos dificuldade de entende-lo como pessoa! Nós somos pessoa no sentido limitado e Deus o é no sentido ilimitado. Esta doutrina é uma grande complexidade, contudo, sei que você é capaz de reter a simplicidade significativa que há nela. Ou seja, se Deus é capaz de exprimir sentimentos claro fica que ele é uma pessoa! e não uma energia ou força ativa. Falando de Deus estamos falando da “unidade”. Mas é claro que na complexa unidade que chamamos de Deus está implicita a idéia de “Diversidade”: A Trindade. A essência (Deus) é “una” a “Pessoa” (cada pessoa da trindade, Pai YHWH, filho YESHUA, e Espirito Santo RUAH HAKODESH) é trina.

Shalon Adonai, boa sorte. Por Pastor Luiz Antonio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s