Amor: O Vínculo da Perfeição.

Amor: O Vínculo da Perfeição.

Como é possível Deus ser ao mesmo tempo justo e misericordioso? Somente pela Graça. Para tentarmos entender tão profundo estado de perfeição e plenitude, temos que primeiro buscar a definição das duas palavras. O dicionário define justiça como: virtude que consiste em dar ou deixar a cada um o que lhe pertence. Portanto é uma definição totalmente de acordo com o ponto de vista cristão, que dará aos salvos a vida eterna, que de fato lhes pertence, e aos pecadores a condenação que os assiste, totalmente coerente com a definição do dicionário que diz que justiça é dar a cada um o que lhe pertence.

Vamos definir agora a palavra graça, que foi manifestada através da misericórdia Divina. Novamente consultando o dicionário, encontramos muitas definições da palavra “graça”, mas somente três são interessantes para nós, são as seguintes: favor, perdão, dom sobrenatural concedido por Deus como meio de salvação. Compreendidas as duas definições, pergunte a você mesmo: Será que eu conseguiria ser justo e misericordioso de forma simultânea? A resposta será um evidente “Não”!

Somente Deus é capaz de possuir, administrar e manifestar tais virtudes de forma simultânea. Como? Através do amor!

Nenhum dicionário é capaz de definir a palavra “amor” com um resultado satisfatório. Somente a Bíblia é capaz de definir o que é o amor. O dicionário não consegue definir “amor”, porque o amor é um dom extraordinário. Colossenses 3:14 diz assim: ”acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição”. Vínculo é algo que uni duas extremidades. É dessa forma que o nosso Deus é capaz de conciliar as duas virtudes, através do amor. Porque Ele é perfeito. Deus não permitiu que algo chamado de “vínculo da perfeição” fosse apenas um mero substantivo.

O amor é um dom, que se pedirmos, Deus nos dá, e com muita alegria. O amor é o único dom que transpassa a morte. Reflitam junto comigo: na Nova Jerusalém não será necessário mais ter dom de profecia, pois estaremos junto com o Pai, também não será necessário ter o dom de revelação, pois estaremos junto com o Criador, tão pouco o dom da Palavra, pois estaremos com Aquele que nos inspirava a pregar. Entretanto o amor será maior do que todos estes dons. Atrevo-me a dizer que o amor será o fundamento da nossa vida eterna com Cristo, pois é pelo amor que seremos transformados em criaturas perfeitas para morar com o Criador perfeito.

Vamos pedir a Deus para nos ensinar a amá-Lo, a amar Jesus Cristo, a amar as almas e amar o nosso próximo. Vamos honrar e cumprir o que está escrito em Romanos 13:8 que nos diz: “A ninguém fiqueis devendo coisa alguma, exceto o amor com que vos ameis uns aos outros; pois quem ama o próximo tem cumprido a lei”.

Filipe Guilherme Lemos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s